<$BlogRSDUrl$>

2004-12-07

 


Nua e crua

Este segundo romance a solo, terceiro se incluirmos o "Desculpe lá, mãe" escrito a meias com Rita Ferro, de Marta Gautier conta-nos a história de Marina, uma jovem orfa que vive uma relação de amor - ódio com a sua tia.

A história é banal e a escrita é incipiente. O livro vale apenas pela forma como termina e pela bonita fotografia da capa.

Era raro zangar-me com alguém. Para a Manuela, uma discussão tinha carácter definitivo. Era como se não houvesse regresso possível. No dia em que me chamasse porca, por ver as minhas cuecas no chão, eu passava a ser porca toda a vida. No dia em que me chamasse má, porque eu tinha gozado com a contínua da escola, eu seria má para toda a vida. Mas o Rui, devagarinho, dava-me a entender que duas pessoas podiam discutir, sem que ninguém "morresse". E aquela discussão estava a saber-me bem.

Comments: Publicar um comentário

<< Home