<$BlogRSDUrl$>

2006-10-30

 
Para a Henriqueta!

Sexta entrego-to e podes agrafar ao livro! Quem é amiguinha? Hum? ;)

 


O Voo do corvo

Jean Pierre Gibrat, neste seu seu album de 2002 vai buscar o melhor da nona arte. Ou seja, a influencia do cinema, na beleza das imagens, nos grandes planos e na gestão dos silêncios, e a influência da literatura nos diálogos e na trama da história.

Jeanne é uma jovem da resistência francesa em Paris ocupada pelos alemães no final da segunda guerra mundial que se vê denunciada e encarcerada numa prisão controlada pela polícia francesa colaboracionista junto a um assumido ladrão. Mas um ataque aéreo vai permitir a esta estranha dupla escapar-se pelos telhados de Paris...


A ler para os apreciadores da escola clássica franco-bela de banda desenhada ainda que este ábum seja contemporaneo e tal seja notório em alguns aspectos.

Para saber mais, talvez ler esta entrevista com o autor ainda que revele um pouco da história a mais para quem ainda não leu e quer ler.

A edição portuguesa foi feita pela Asa e em dois volumes.


2006-10-29

 

Bem me apetecia fazer uma caminhada na ecopista ...

2006-10-27

 


O tempo escorrega-nos por entre os dedos por isso há que aproveitar a próxima noite de sábado para domingo em que teremos mais uma hora. Nem que seja a dormir.

2006-10-26

 


Independentemente de serem ou não fãs é capaz de ser uma entrevista interessante. Hoje na RTP - 21.00 horas

"GRANDE ENTREVISTA COM ANTÓNIO LOBO ANTUNES
Informação - Entrevista e Debate
António Lobo Antunes é o convidado de Judite Sousa na “Grande Entrevista“ no dia em que apresenta a sua última obra
António Lobo Antunes, um dos mais importantes escritores Portugueses, consagrado internacionalmente, lança o seu último romance: “Ontem não te vi em Babilónia“. É o seu décimo oitavo livro. O homem que diz ter medo de alguma vez não conseguir escrever e de não ter tempo para se zangar ou para estar triste, misterioso e perturbante, António Lobo Antunes é o convidado de Judite Sousa na “ Grande Entrevista “ no dia em que apresenta a sua última obra."


2006-10-24

 



Cartas de Desamor

A ler aqui

Ps - Uma é minha :P

2006-10-21

 
Sugestão económica

Para poupar algum dinheiro em electricidade, e face ao aumento de preços anunciado, o Farol das Artes vem aconselhar os seus leitores a utilizarem o sistema de leitura de consumo por telefone. Nos próximos meses e até ao fim do ano, dêm valores de leitura superior ao indicado no contador.

Depois, em 2007, deixem eles rectificarem o valor com leitura no contador. Conseguem assim pagar electricidade de 2007 a preços de 2006.

 
Exactamente


2006-10-20

 


Prison Break

É uma das melhores séries que vi ultimamente e irá finalmente estrear em Portugal no canal Fox (apenas para quem tem o pacote funtastic da TV Cabo) no próximo dia 2 de Novembro.

A vida dentro de uma prisão, a atribulada política norte-americana e um plano de fuga meticuloso, tudo isto muito bem representado e realizado. A não perder.

2006-10-19

 
Vale a pena ler este artigo, no Publico on line

Lobo Antunes considera que “enxurrada de mediocridade” enche as livrarias

“Eu fico sempre pasmado com a quantidade de livros que se publicam e fico de boca aberta com a satisfação destes autores que, quando vendem, pensam que puseram os portugueses a ler e é obvio que isso é uma treta, porque são maus livros”, afirmou Lobo Antunes.

"Sobre a escrita, Lobo Antunes descreveu-a como uma actividade que requer “paciência, orgulho e solidão”, sublinhando que não se deve confundir orgulho com vaidade, porque “o orgulho pode ser humilde e a vaidade nunca é”.

 
Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas primeiras 10 semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?

Sim

 
"AS AVENTURAS DA PRINCESA SISSI NO MUNDO DAS PESSOAS CRESCIDAS"

A Boa

"Há qualidades que admiro numa mulher. Ter classe, nível, saber falar, saber estar calada, ser articulada, de pensamento rápido. De resto admiro isto em qualquer pessoa. Mas há um grupo de mulheres que com o tempo vem ganhando a minha simpatia, e lugar de destaque na minha lista, infindável, de curiosidades sobre o ser humano. Chamei a esse grupo o das Gajas Boas.
Nos tempos, por vezes confusos, em que vivemos, ser Boa não tem preço. Quase equiparado ao ser Inteligente, o desenho que nos foi dado pelos genes e pela faceta aleatória da vida faz do nosso corpo uma verdadeira arma. Obviamente que ser Boa sem ser mais nada não é suficiente para atingir o Olimpo, dirão vocês. Mas um estudo aturado da espécie, com bastante inveja à mistura, diz-me que ser Boa, por si só, é como uma calçadeira. Ajuda a entrar na forma do sapato.
Uma Boa não pode tudo. Mas pode muita coisa… Pode, pode por exemplo, ser burra, ter mau gosto, não saber soletrar, ser inconveniente, ou mais prosaicamente, furar uma fila, conseguir não ser multada por excesso de velocidade, não ser despedida por incompetência, amaciar um taxista irado, enfim, sair-se bem de um conjunto de situações que poria em cheque, ainda que momentaneamente, qualquer outra mulher menos Boa.
Para além disto, às Boas está reservado um código e registos sociais diferentes. Um homem embeiçado por uma Boa (passo o pleanasmo…), acha sempre que uma bufa vinda da Boa não é mais que um gás expelido com graciosidade das nádegas do Belo ser. Tal como uma Boa que chegue sistematicamente atrasada (sinal, quanto a mim, de falta de chá…) é uma mulher activa com uma agenda carregada. Uma Boa que não seja particularmente comunicativa é, automaticamente, alguém que encerra um aura misteriosa.
Sendo que as regras do mundo são ainda ditadas pelos homens, o poder das mulheres toma variadas formas. Como uma gárgona que com as suas várias cabeças vai furando por onde pode na intrincada teia da luta de poderes. Ser Boa é um acidente. Nasce-se Boa. Mas é, quanto de mim, uma Via Láctea para o sucesso social e profissional. A Boa move-se nas auto-estradas. As outras nas estradas secundárias. Já se sabe quem chega primeiro à portagem, mas qual das duas fará a viagem de volta…?"

Texto retirado do http://cenasdegaja.com "Aventuras da Princesa Sissi no mundo das pessoas crescidas".

Leiam e desfrutem!

2006-10-18

 


Inês da minha alma

O novo romance de Isabel Allende conta-nos a história de Inês Suarez uma costureira espanhola que embarca para a América do Sul em busca do seu marido. Estávamos em plena época dos descobrimentos e os espanhois lançavam-se à conquista das terras do Perú e do Chile em busca do El Dorado, do ouro e da glória fácil, esmagando cruelmente os índios.

Inês Suarez e o seu amante Pedro Valdivia são os verdadeiros fundadores de Santiago do Chile e esta história tenta ser um retrato fiel da vida de Inês baseado em pesquisas feitas pela autora. E sim, a realidade consegue superar a ficção.

Se Isabel Allende é uma escritora que aprecio bastante este não foi dos livros dela que mais me convenceu. No entanto é um livro interessante, bem escrito e que apenas arrepia pelos retratos de crueldade com que os homens se tratavam mutuamente.

- Ainda que me custe a vida, tentarei conquistar o Chile - confessou-me.
- E eu vou contigo.
- Não é uma tarefa para mulheres. Não posso sujeitar-te aos perigos de uma aventura como essa , Inês, mas também não desejo separar-me de ti.
- Nem vale a pena pensares nisso! Ou vamos juntos ou não vais a lado nenhum - respondi-lhe.

2006-10-17

 


Para os nossos leitores que apreciam Wrestling... serão muitos ?

Deixo-vos aqui o link para o blog do meu filho Ricardo dedicado a esse "espectáculo de teatro a simular luta".

Enfim, há gostos para tudo :-)

2006-10-16

 
REFLEXÕES ... OU PENSAMENTOS EM VOZ ALTA.
Pensa tudo o que dizes mas não digas tudo o que pensas ....
Sobre um comentário que uma sr.ª de nome Luísa escreve tenho a dizer:
1- Se leu com atenção eu escrevi: "Ou no sector da educação Pedro, na economia em geral! " ... Logo não falo apenas da educação mas também da economia em geral o que é muito abrangente...
2- As pessoas não se devem pronunciar acerca de realidades que não conhecem! Infelizmente, faz parte dos hábitos do povo português opinar sobre tudo e sobre nada sem conhecimento de causa! Demagogia pura que, infelizmente, já era um péssimo hábito dos Atenienses do séc . V a. C.
3- As pessoas frontais e que não têm nada a esconder identificam-se! Não é o caso.
4 - O desprezo nestes casos é a melhor solução.. Hesitei mas tinha de responder!
5- Lamento que o post do Pedro, bastante oportuno por sinal, não tenha levantado a reflexão que a actualidade dos assuntos merece.
E mais não digo porque não vale a pena!

 
O Guardião
Um filme de acção, dedicado a todos os nadadores salvadores, que se arriscam para salvar vitimas em alto mar. A história mostra-nos a passagem de um testemunho, de um nadador considerado uma lenda viva, a um aprendiz arrogante. Um final um pouco lamechas, um filme um pouco longo, mas ainda assim vale a pena ver, quanto mais não seja pela brilhante actuação de Kevin Costner.

2006-10-15

 


Sócrates: Só sei que de tudo sei

Na empresa onde trabalho as duas frases que mais oiço são: “isto está tudo mal” e “o melhor é não alterar nada”.

Esta é a incoerencia que percorre muita da sociedade portuguesa e, do actual Governo, não se pode dizer que falte a coragem para fazer modificações. Na verdade não me lembro de nenhum governo tão reformista quanto este. No entanto se é verdade que muito está mal e se é verdade que então há que fazer alterações, tal não implica forçosamente que o melhor é alterar tudo. Muito menos de qualquer maneira.

E, na leitura que faço do governo de José Sócrates, vejo muitas reformas em curso, e outras com objectivos definidos, com algumas concordo, com outras nem tanto e noutros casos sou frontalmente contra. Mas aquilo que me assombra é este governo ser o verdadeiro oposto do governo de Guterrres.

O governo de Guterres dialogava, dialogava, dialogava... e acabava por tomar poucas medidas concretas. O de Sócrates decreta as medidas sem que haja o minimo de diálogo.

É que mesmo que uma medida seja correcta... mais vale uma medida razoável aceite pelas diversos parceiros com a garantia que lutarão para a por em prática que uma medida excepcional que tem de ser imposta à força e que terá muitas dificuldades em sair do papel.

E em muitos casos, com um pouco de escuta activa, dispensaria asneiras como as que tem vindo a fazer na saúde ou imobilismos como o que tem sucedido no sector dos transportes.

2006-10-14

 
A semana em posts
ou a última semana vista pela blogoesfera


Domingo 8 de Outubro

A última oportunidade?

Um grupo de pessoas à volta duma mesa. Doze, para ser mais exacto. De repente alguém nota que uma das convivas está grávida e diz que afinal são treze. Está lá o tom de ligeira piada. Mas está lá também o tom de ligeira seriedade. Quando alguém desafia o senso comum e diz que "não senhor, somos mesmo só doze", a maioria dos convivas não acha piada...
(...)
Daqui a poucos meses teremos, pois, a última oportunidade. Antes que aquilo que tem sido uma bandeira dos militantes anti-escolha passe a ser - por razões outras, não ideológicas - um novo senso comum. E isto na ausência, claro, de uma consciente interiorização pela sociedade em geral da importância decisiva dos direitos das mulheres enquanto cidadãs e pessoas autónomas - que, a meu ver, é sempre (lá no fundo, como se costuma dizer) a verdadeira questão que se referenda.


in Os tempos que correm


Segunda 9 de Outubro


Isto não é para quem quer

O ditador norte coreano, em busca da notoriedade que tem sido reservada para os árabes, fez um ensaio nuclear. A arma de destruição em massa aí está. Não está escondida. Ninguém acha que ela existe mas não consegue provar. Ela existe mesmo e é exibida com orgulho. Os EUA, num estilo um pouco diferente do habirual, pedem uma reacção da ONU.
A Coreia do Norte vira-se para os EUA e grita: “sou perigosa!”. E os EUA respondem: “ó filha, tens petróleo? Estás no Médio Oriente? És uma potência regional? A China deixa que tu sejas invadida, destruída e reconstruída? Então cala-te, que és uma desgraçada como os outros”.
Ou outra possibilidade: se queres ser respeitado e estar a salvo dos EUA, não digas apenas que queres ter armas nucleares. Arranja-as.


in Arrastão


Terça 10 de Outubro

O apedeuta.

Duas simpáticas frases de Lula: 1) «Não sei de presidente que tenha feito tantos discursos, diariamente.» 2) «Muitas vezes, no Brasil, as pessoas confundem o desejo de derrotar o presidente com ajudar o Brasil.»


in A origem das espécies


Quarta 11 de Outubro

Dedo nº 82



in Foram-se os aneis


Quinta 12 de Outubro

União Europeia rejeita condenação das touradas

O Parlamento Europeu (PE) aprovou hoje um relatório que propõe a proibição de todos os combates de animais, mas rejeitando o ponto sobre as touradas, por as considerar uma tradição em Portugal e Espanha
O documento elaborado pela eurodeputada alemã, Elizabeth Jeggle, do Partido Popular Europeu, foi aprovado com 565 votos a favor, 29 contra e 15 abstenções; mas os principais grupos políticos do PE rejeitaram a medida que incluia os touros.
(...)
Concretamente, era proposto o fim de todos os combates de animais, incluindo de touros. Mas foi exactamente este último termo que não recebeu o apoio dos eurodeputados.


in O Blog dos Bichos


Sexta 13 de Outubro

NOBEL DA PAZ

O Prémio Nobel da Paz foi atribuído a Muhammad Yunus, do Bangladesh, e ao seu banco Grameen, "pelo esforços na criação de desenvolvimento económico e social através de projectos de microcrédito".
Parece-me, um dos prémios mais justos dos últimos anos.
Esta ideia de confiar nos pobres é cada vez mais peregrina no mundo. Nos vários sentidos da palavra. Agora confia-se em quem não precisa. Vai-se ao banco pedir um empréstimo e eles querem saber se temos muito dinheiro, para confiarem. Ora se tivéssemos muito dinheiro não precisaríamos de lá ir. Pensamos nós. Errado. O dinheiro dos bancos não tem uma função social. Serve apenas de instrumento de troca e enriquecimento
(...)
Yunus não pensou assim. Acreditou na honestidade dos que só podem ter a honestidade como bem. Do que eu conheço do mundo dos que têm muito pouco, sei que a maioria é estupidamente honesta. E que só quer uma oportunidade de poupar aos filhos o sofrimento que lhe foi infligido.
Se isto não merece um prémio nobel, não sei o que o mereça


in Prazer inculto


Sábado 14 de Outubro

E agora o General

O chefe do exército britânico, o general Richard Dannatt, defendeu que as tropas britânicas devem retirar rapidamente do Iraque, "porque a nossa presença exacerba os problemas de segurança". Uma entrevista devastadora para Blair, que Blair teve de engolir, sendo até obrigado a dar razão a muitas das criticas do general.


in Arrastão

2006-10-13

 


Sexta Feira Treze! É supersticioso?


2006-10-11

 
100.000

Atingimos hoje as 100.000 visitas. Um dia destes atingiremos as 143.572, que não sendo um número redondo, é um número tão importante como este ou como outro qualquer.

De qualquer forma fica aqui o registo e o nosso agradecimento a quem nos visita.

2006-10-10

 
A saga do túnel do Rossio

Confesso que só estou a par do que tem saído na comunicação social, que é o mesmo que dizer que não sei ao certo os pormenores e que posso aqui opinar sem estar da posse de factos importantes. No entanto, também não seria a primeira vez...

Esta decisão da Refer de rescindir o contrato com a Teixeira Duarte, que parece uma coisa óbvia e normal face ao incumprimento de prazos e a alterações de projecto a meio da obra sem vantagens para o dono da obra, é tudo menos vulgar e é um marco na história das obras públicas em Portugal.

Na verdade é demasiado frequente os grandes empreiteiros derraparem nas obras e apresentarem-se a concurso a preços reduzidos sabendo que as deficiências de caderno de encargos e os "já-agorismos" que aparecem a meio da obra lhes permitem, sem esforço, ir buscar os lucros previstos.

Mas é raro senão único, o dono da obra rescindir com o empreiteiro em obras desta dimensão. Quem sabe se fosse caso corrente, quanto é que o estado não pouparia nas grandes empreitadas que lança.

É por isso que aplaudo esta decisão: é preciso ver que a construção original deste túnel, no final do século XIX, durou apenas três anos e sem a maquinaria agora existente. Como é possível que a sua reparação exceda em tanto a construção original.


Gravura da inauguração tirada do Arquivo Municipal Fotográfico de Lisboa

 


Eutanásia

O que distingue a eutanásia da maior parte das outras formas de tirar a vida a alguém?
Entende-se por eutanásia, retirar a vida a alguém que se encontra bastante doente, em estado terminal, e que quer acima de tudo, não sofrer e acabar os seus dias ainda com alguma dignidade.
Isto parece cruel dito desta forma e ao mesmo tempo misericordioso. Afinal para os católicos isto é impensável, é usurpar do direito de Deus de tirar a vida ou doa-la.
Imaginemos uma pessoa como a Sra. que ontem deu o seu depoimento em directo para a Conceição Lino na SIC.
A Sra. sabe que lhe vão restar poucos meses de vida e que o final da sua doença vai ser doloroso e degradante como ser humano. Para os familiares e amigos que a acompanham deve ser uma coisa terrível assistir a este desfecho sem poder fazer nada!
Simplesmente assistir, acompanhar estes últimos dias!Mas ela vai ter que suportar, porque alguns hipócritas criticam e não aprovam a sua vontade.
Até posso tentar compreender quem não aceita, mas daí a não deixar os outros decidir o que é melhor para eles!
- Deus deu a vida, só ele pode tira-la!!!
Confesso que sempre que me deparo com hipocrisias deste tipo penso:
-Não!!! Este não deve ser o meu Deus!
O meu Deus, não quer que as pessoas sofram, se existe uma forma de lhe aliviar o sofrimento, com toda a certeza que ele a aprova!!!!
Todos aqueles que defendem a admissibilidade moral da eutanásia apresentam como principal razão a misericórdia para com os doentes que sofrem de doenças terminais, para as quais não há esperança!
Misericórdia!
Não é exactamente esta palavra que escutamos tantas e tantas vezes do porta-voz da Igreja Católica!Mas mesmo assim continua a ser um crime aos olhos de Deus, dizem!
Na Holanda, a partir de 1973, um conjunto de casos jurídicos estabeleceram as condições de acordo com as quais os médicos, podem praticar a eutanásia.A decisão de morrer deve ser uma decisão voluntária e reflectida de um doente informado; tem de existir sofrimento físico ou mental considerado insuportável por aquele que sofre e apoiado pelo médico que o assiste!
Sou a favor da eutanásia assistida por um médico e fundamentada pelo seu paciente!

2006-10-09

 


Ensaio nuclear na Coreia

Obviamente condeno-o.
Obviamente preocupa-me.
Obviamente solidarizo-me com a condenação que vem de quase todos os cantos do mundo.
Mas...

... não consigo perceber a moral dos países que têm armas nucleares em condenar este ensaio.

Ou as armas nucleares são tão perigosas que só "eles" é que as podem ter !?

2006-10-07

 
A semana em posts
ou a última semana vista pela blogoesfera

Domingo 1 de Outubro

Mais um passo...
Casal homossexual adopta criança
2006/09/30 23:57
PortugalDiário
Primeiro caso em Espanha. Maioria dos pedidos é de casais masculinos

Um casal homossexual de Barcelona conseguiu adoptar uma criança, o primeiro caso em Espanha, ao abrigo da nova lei, que dá aos casais homossexuais os mesmos direitos do que os heterossexuais, avançam os órgãos de comunicação social espanhóis.
Segundo Carme Figueras, conselheira do bem-estar e da família da Catalunha, 28 casais homossexuais tinham efectuado a inscrição para adoptar de acordo com a nova lei. A maioria dos pedidos é de casais do sexo masculino.

Já existem casos em Espanha de casais homossexuais que se tornaram pais legais de crianças de um dos homens, mas esta é a primeira vez que a adopção é concedida a um casal sem laços sanguíneos com a criança.
«O mais importante na adopção é que a criança seja a beneficiada, que ele ou ela seja amada, cuidada, respeitada e não maltratada», disse Carme Figueras.
A legalização do casamento «gay» foi uma das medidas introduzidas pelo primeiro-ministro socialista José Luiz Rodriguez Zapatero quando assumiu o poder em 2004.


em Murcon



Segunda 2 de Outubro

Brasil só decide à 2ª volta

Com 97,8% dos votos do eleitorado brasileiro já contados o resultado é o do quadro abaixo.
A segunda volta é a 29 de Outubro e a luta promete ser renhida. Lula ganha no Nordeste e presumivelmente nas camadas mais desfavorecidas, menos sensíveis à corrupção ("são todos iguais"!) e contempladas (uns 9 milhões de famílias) com um rendimento mínimo grantido e um subsídio por cada filho que frequenta a escola.
O eleitorado das grandes cidades e do Sul desiquilibrou as sondagens a favor de Alckmin.

Candidatos Partidos % Votos
Lula da Silva PT 48,79
Geraldo Alckmin PSDB 41,43
Heloísa Helena PSoL 6,85
Cristovam Buarque PDT 2,67
Outros Outros 0,27


em Puxapalavra


Terça 3 de Outubro


Um ministro muito ocupado

Os governos de Espanha, da Alemanha, do Reino Unido, da Irlanda, da Itáia, da Polónia e da Roménia aceitaram o convite para participar numa audição da comissão do Parlamento Europeu sobre os voos da CIA. Luís Amado não.


em Arrastão


Quarta 4 de Outubro

01:12 - 101 Católicos

Em 4 de Outubro de 1965 é divulgado o “Manifesto dos 101 católicos" que abertamente tomam posição contra a guerra colonial, criticando a cumplicidade da hierarquia católica com o regime de Salazar.

Entre os seus signatários figuram os nomes de Sophia de Mello Breyner Andresen, Pereira de Moura, Lindley Cintra, Alçada Batista, Helena Cidade de Moura, Lino Neto, Ruy Belo, Aurora Cunha Monteiro, Domingos Megre, Manuel Megre, João Bérnard da Costa, José Manuel Galvão Teles, Nuno Teotónio Pereira, Pedro Tamen, Vitor Wengorovius e muitos outros activistas católicos e oposicionistas políticos ao regime de Salazar.

Sophia de Mello Breyner, no ano anterior, vira o seu "Livro Sexto" - onde Salazar é retratado como um "velho abutre" cujos discursos "têm o dom de tornar as almas mais pequenas" -, receber o Grande Prémio de Poesia da Sociedade Portuguesa de Escritores (SPE). Foi, aliás, o último prémio de poesia atribuído pela SPE, extinta em 1965 na sequência da atribuição do prémio de novelística a Luandino Vieira.


em Blog da Sabedoria


Quinta 5 de Outubro

Revolução de 5 de Outubro de 1910

Viva A República, Viva Portugal!

A Proclamação da República Portuguesa foi o resultado da Revolução de 5 de Outubro de 1910 que naquela data pôs termo à monarquia em Portugal.
As movimentações militares da revolução do 5 de Outubro iniciaram-se no dia 3 de Outubro pelas 3 da madrugada. Foi nessa altura que os soldados da Infantaria 16 se instalaram no cimo da Avenida da Liberdade onde se juntaram as baterias do Regimento de Artilharia 1. Nessa zona instalar-se-ia o quartel-general dos revolucionários chefiados pelo comissário naval Machado Santos.
A marinha aderiu imediatamente à revolta tendo-se juntado outros militares de baixa patente de ideais republicanos. Os navios Adamastor e São Rafael prepararam-se para o bombardeamento ao Palácio das Necessidades, que se veio a efectura no dia seguinte. Não obstante a oposição do cruzador D. Carlos, as operações navais rapidamente foram controladas.
Entretanto, mal se soube do início das operações, registou-se uma grande agitação entre a população que rapidamente se prestou a ajudar os revoltosos. Há que salientar neste aspecto a acção da Carbonária que desempenhou um papel importante no sucesso do golpe militar.
As tropas terrestres tinham-se instalado na Rotunda onde sofriam um forte bombardeamento das forças monárquicas. Na madrugada do dia 4 a situação dessas tropas podia considerar-se desesperante, chegando ao ponto do capitão Sá Cardoso admitir a hipótese de depôr as armas. Todavia Machado Santos não se conformou com a situação dizendo que preferia morrer a entregar as armas. Foi a tenacidade deste homem que possibilitou um autêntico volte-face na situação. No dia seguinte ele escrevia: "Tenho a honra de comunicar que as forças do meu comando, acampadas na Rotunda da Avenida, venceram as tropas monárquicas. Escusado será lembrar o que foram para as forças que tive a honra de comandar essas horas terríveis de luta de um contra dez. " (Relatório do comandante Machado Santos ao Governo Provisório).
O ataque de um grupo de marinheiros chefiados pelo comissário Mariano Martins ao Rossio, onde se encontrava o general Gorjão, comandante da 1.ª divisão viria a revelar-se decisivo na vitória das forças republicanas, pois veio diminuir os ataques sobre a Rotunda.
Assim, às 9 horas da manhã do dia 4 de Outubro, Paiva Couceiro, o general-chefe das forças monárquicas assinou a acta da rendição. Na manhã de 5, a República foi proclamada na Câmara Municipal de Lisboa. Ao meio-dia a Revolução estava consumada.
Na tarde desse dia o rei D. Manuel acompanhado pelas rainhas D. Amélia e D. Maria Pia, embarcava na Ericeira, a bordo do iate Amélia rumo a Gibraltar. Daí, seguiu para Inglaterra, a sua morada definitiva


em Momentos e Documentos


Sexta 6 de Outubro

Virtual

Não imagino como será ser-se um super-heroi, não consigo sequer visualizar um fato ou um conjunto de super-poderes... Mas sei o que é sentir-se na pele de um super-vilão, que diga-se é muito mais atractivo. Nos filmes, nos livros e nas bandas desenhadas o mau da fita é sempre muito mais elaborado que o personagem principal. Veja-se o Joker, o Blofeld, o Bluto, ou um replicant (respectivamente arqui-inimigos do Batman, do 007, do Popey e do Blade Runner). São personagens ricas em conteudo e à sua maneira opostas do protagonista.
Na vida real também há estas ligações entre os "bons" e os "maus", e a Internet não é excepção: Na internet eu sou o "bom", e os "maus" são os otários que criaram a porcaria do virus W32 que me vai fazer ter que formatar a Drive C:/ e perder inumeros ficheiros insubestituiveis.
Mas vou prevalecer, o "bom" tem quase sempre uma vantagem sobre o "mau", é que o "bom" no fim, sobrevive...


em Velocidade de cruzeiro


Sábado 7 de Outubro

COISAS DA SÁBADO: VERDADE E POLÍTICA

O Primeiro-Ministro húngaro num momento de catarse resolveu dizer que mentira aos seus concidadãos para ganhar eleições. Os seus eleitores, num momento de catarse, resolveram dizer que tinham acreditado nas mentiras e que se sentiam agora enganados pelo que querem o homem na rua. Todos os dilemas da política moderna nas democracias estão aqui presentes. Sem mentir, os políticos não ganham eleições, por regra. As excepções confirmam a regra. Sem serem voluntariamente enganados os eleitores não votam em ninguém. Vou acaso votar em alguém que me diz, na miséria em que eu estou, que vou ter que trabalhar mais, ou ganhar menos e não ter esperança tão cedo de a deixar? Nem pensar nisso, vou votar mas é no que parece saído da televisão, bem falante, bem parecido, que me acaricia o ouvido com o que eu quero ouvir. Que faz todas as rábulas do que eu desejo: se vivo em tempos inseguros, quero um duro e firme com o crime, se vivo num túnel, quero um que me fale do fim do túnel e da sua luz radiosa. Eu sei que ele me mente que é só teatro, mas é desse teatro que eu gosto, não me quebrem a ilusão, esse doce enlevo. Vai para a rua ó mentiroso húngaro!


em abrupto

 



A Dália Negra

Uma sugestão para o vosso fim de semana!
Um filme de Brian De Palma, com Josh Hartnett, Scarlett Johansson, Hillary Swank, Aaron Eckhart, Mia Kirshner

Sinopse

Há um crime que está a agitar a Hollywood dos anos 40. Elizabeth Short, actriz de série B, foi encontrada brutalmente assassinada. O detective Bucky Bleichert e o seu parceiro, Lee Blanchard, começam a investigar o caso. Cedo se apercebem que muito mais do que esperavam está em causa, nomeadamente corrupção e negócios ilícitos que ensombram o próprio departamento da polícia. Inspirado em factos verídicos.

Um elenco de luxo, uma trama poderosa e complicada que nos prende desde o inicio! A ver!

2006-10-05

 
Justiça

Naquele país a justiça era tão severa que qualquer tentativa de suicidio era punida com pena de morte.

 
Um filme de sonho

Exausto, afundou-se na cadeira do cinema. Mal as luzes se apagaram, adormeceu e teve um sonho maravilhoso. Tão bom que nunca deu por tão bem empregue dinheiro gasto a comprar bilhetes para ver um filme.

 
ABC...

Sentou-se frente ao computador e resolveu criar o blogue mais minimalista possível. Tão minimalista que cada post só podia ter uma letra. Ao fim de 23 posts desistiu, sentiu que ia começar a repetir-se.

2006-10-04

 



Dia 4 de Outubro, Dia Mundial do Animal

2006-10-03

 



Faz hoje 42 aninhos!

E já saiu um Dvd o último Spike Lee com o actor, O Inflitrado, altamente recomendado!

2006-10-01

 

ERROS ORTOGRAFICOS!

Confesso que depois de ter lido o comentário de alguém, que erradamente o deixou no post da Henriqueta, achei que devia voltar para a escola!
Mas o porquê de tantos erros?
Afinal quase todos os computadores hoje em dia têm um corrector de erros, um dicionário de sinónimos!

Procurei saber os tipos de erros ortográficos mais usuais e a resposta foi:

Não é possível informar «de todos os tipos de erros ortográficos que existem», pelo seguinte: a nossa ortografia data de 1945, como sabemos, com poucas alterações posteriores. Sendo assim, seria necessário ler tudo ou quase tudo o que se escreveu a partir do fim do ano de 1945 até ao presente. Na recolha de «todos os tipos de erros ortográficos», e para que o trabalho ficasse bem feito, seria necessário ir ordenando-os por tipos de erro e por frequência. Seria necessário ler tudo, porque o tipo de erros varia com a época. Agora, por exemplo, cometem-se erros que não se cometiam há 15 ou 20 anos. Mas estes ainda se cometem agora. Pergunto: a vida duma pessoa chegaria para fazer isto? De qualquer modo há duas excelentes obras que a poderão auxiliar nesta questão. A primeira delas é o Prontuário Universal da Texto Editora, da autoria de D'Silvas Filho. Vêm lá todos os principais erros corrigidos de português: de ortografia, sintaxe e fonética. O segundo livro chama-se Áreas Críticas da Língua Portuguesa, de João Andrade Peres e Telmo Móia, da editora Caminho. Embora mais restrito à sintaxe e com base, apenas, em textos jornalísticos portugueses produzidos entre 1986 e 1914, a sua importância foi recentemente reconhecida com a atribuição do Prémio Lindley Cintra 1977, atribuído pela Sociedade da Língua Portuguesa.


Prometo que vou comprar !!!!

Continuo a dizer que é feio passar a vida a emendar os erros alheios, e se estamos predispostos a isso, então será melhor verificarmos os nossos próprios erros, até porque todos nós damos grandes calinadas, tanto a falar como a escrever! Acreditem!!!
E já agora a palavra COMMENTS é para, como diz a palavra, comentar e não para emendar!!!!!

 


Muros da vergonha

Desde a construção da Muralha da China ou da Linha Maginot que os países sempre tentaram construir muros para se protegerem dos invasores. Mas não foi isso que parou os hunos ou os alemães.

Hoje, e alguns anos passados desde o derrube do muro de Berlim eis que voltam os muros da vergonha. Como se não bastasse o muro mandado construir por Israel, agora são os Estados Unidos da América que resolveram construir um muro ao longo de toda a fronteira com o México. Pretendem desta forma impedir a imigração.

Mas quando é que os países ricos percebem que a única forma de combater a imigração é melhorar as condições de vida dos países de origem.