<$BlogRSDUrl$>

2005-05-07

 


Alta Velocidade

No Puxapalavra discute-se a Alta Velocidade, local singular da blogoesfera para esta discussão dado tratar-se de um blog fundado pelo actual ministro do sector, Mário Lino.

Na minha perspectiva, o TGV é mais um avião que anda sobre carris, do que um comboio que se desloca depressa. Ou seja, se analisarmos o público alvo, o tipo de estações e serviços inerentes ao TGV aproximamo-nos bastante daquilo que é hoje o transporte aéreo.


Noutros termos, e no discurso de abertura do VI congresso da ADFER proferido por Jorge Sampaio, foi dito: a Alta Velocidade terá o seu mercado de eleição, no caso dos passageiros, na faixa de distâncias entre o “longo” do automóvel e o “curto” do avião, qualquer coisa entre os 200 e os 900 kms.

No entanto recordo-me nesse congresso de ouvir vários especialistas debaterem ideias antagónicas para a Alta Velocidade, como o T deitado (uma ligação a Espanha, e uma linha no litoral português), o PI deitado (duas ligações a Espanha e uma linha no litoral português), e ainda a questão da bitola (em Portugal a bitola, distância entre carris, é diferente da europeia); mas a verdade é que numa coisa todos estavam de acordo: a necessidade de fazer uma linha de Alta Velocidade em Portugal que ligasse Lisboa ao Porto, porventura estendida a Braga e ao Algarve.

Pois eu não concordo. A instalação dessa linha, que teria de ser feita de raiz, representava uma fortissímo investimento financeiro para conseguir reduzir de forma pouco significativa o tempo realizado, hoje em dia, pelos pendulares. Trata-se apenas de um bairrismo parolo de que também temos de ter o TGVêzinho cá no burgo.

O que realmente importa é a ligação Lisboa-Madrid dado, aí sim, existir mercado tanto mais que cada vez mais são maiores as ligações empresariais entre estas duas capitais. Uma linha de Alta Velocidade Lisboa - Madrid, sem paragens intermédias, concorreria fortemente com o transporte aéreo e colocaria Portugal bem mais perto do resto da Europa.

A título de exemplo, e para ver a actual situação, pesquisei num dos sites que promovem a ligação Londres - Lisboa por comboio e retirei os seguintes tempos:
- Londres - Paris (Eurostar) - 3:38 horas
- Paris - Irun (TGV) - 5:30 horas
- Irun- Lisboa - 12:41 horas,

é preciso dizer mais ?

Comments: Publicar um comentário

<< Home