<$BlogRSDUrl$>

2006-01-28

 


O Amor

O Amor não obedece a leis, a enciclícas papais ou às conveniências do momento. O Amor é um cavalo a galopar livre contra o vento e não há nada que o possa impedir de existir, de acontecer e de lutar para ter de sair das sombras onde por vezes o tentam meter.

O amor, como sentimento forte e poderoso que é, está sempre disposto a quebrar barreiras, preconceitos e, por vezes, quanto maiores as dificuldades, mais ele arranja forças para se fortalecer.

Mas urge derrubar os muros que impedem o amor de fluir livre, que ele não se detenha por questões menores como nacionalidades, credos, cores de pele ou género.

Que histórias de amores proibidos e escondidos que acabam em tragédia como Romeu e Julieta sejam coisas do passado, enredos de ficção e não a vida real.

Para a Teresa, para a Lena e sobretudo pela Marisa, o meu desejo e solidariedade para que a força do vosso amor vença os preconceitos que ainda têm força de lei.


Escultura de Cándido Monge

Comments:
Belissimo!!

me add no orkut
pra trocarmos ideias
tenho um blog tbm
abraço!
http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=10567595318558069221
 
Publicar um comentário

<< Home